segunda-feira, junho 17, 2024
Blog

Mitos e Verdades sobre o Ganho de Peso na Menopausa: Desvendando Segredos para uma Vida Saudável

Introdução

A menopausa é uma fase natural na vida das mulheres, mas muitas vezes é acompanhada por desafios relacionados ao ganho de peso. Neste artigo, exploraremos mitos e verdades sobre a relação entre obesidade, menopausa, hormônios e métodos de emagrecimento, guiados pelas insights valiosos da Dra. Daniela Hurtado Andrade, endocrinologista e especialista em obesidade da Mayo Clinic em Jacksonville.

Verdade: Desafios Após a Menopausa

É verdade que perder peso após a menopausa é mais desafiador. As alterações hormonais, associadas ao envelhecimento, estilo de vida e genética, contribuem para mudanças corporais que dificultam a perda de peso. A Dra. Hurtado destaca a importância de ajustar estratégias, pois abordagens antigas podem não ser tão eficazes.

Verdade: Mudanças Precoces

Contrariando a crença comum, as mudanças no peso não estão limitadas à menopausa. Estudos indicam que o aumento de peso começa na fase inicial da idade adulta, por volta dos 30 anos. A Dra. Hurtado enfatiza a necessidade de reconhecer essas mudanças precocemente para desenvolver planos eficazes de controle de peso.

Em Partes: Terapia Hormonal

A terapia hormonal não é uma solução direta para perda de peso, mas pode auxiliar indiretamente. Além de tratar sintomas vasomotores, a terapia hormonal pode influenciar a redistribuição de gordura, especialmente na região abdominal. Entretanto, a Dra. Hurtado esclarece que seu foco principal é aliviar sintomas, não promover emagrecimento.

Mito: Excesso de Exercícios Aeróbicos

A ideia de aumentar o tempo de exercícios aeróbicos para combater o ganho de peso na menopausa é um mito. Embora esses exercícios sejam cruciais para a saúde cardiovascular, priorizar treinamento de resistência e intervalado de alta intensidade é mais eficaz na preservação da massa muscular, fundamental para o metabolismo.

Em Partes: Medicamentos como Ozempic

Medicamentos como o Ozempic podem ser eficazes, mas são indicados para casos específicos. A Dra. Hurtado destaca que sua prescrição é para pessoas com IMC superior a 30 ou com enfermidades decorrentes do sobrepeso. A atenção às reações adversas é crucial, pois podem impactar a absorção de nutrientes essenciais.

Mito: Reverter o Ganho de Peso é Impossível

Contrariando o mito, adotar hábitos saudáveis pode diminuir o impacto do ganho de peso. Uma dieta equilibrada, rica em proteínas, e a redução de açúcares e gorduras processadas são passos essenciais. Além disso, a Dra. Hurtado destaca a importância de suplementos, redução do consumo de álcool e tabaco, e o uso de terapias naturais.

Conclusão

A menopausa pode trazer desafios, mas compreender os mitos e verdades sobre o ganho de peso é o primeiro passo para uma abordagem eficaz. Consultar profissionais de saúde, como a Dra. Daniela Hurtado, é fundamental para desenvolver estratégias personalizadas. Com a informação certa, é possível enfrentar essa fase com saúde e bem-estar.

Perguntas Frequentes

  1. A terapia hormonal é indicada para todas as mulheres na menopausa?
    • Não, seu principal foco é tratar sintomas vasomotores, não promover emagrecimento.
  2. Exercícios aeróbicos são ineficazes na menopausa?
    • Não são ineficazes, mas priorizar treinamento de resistência é mais benéfico para a preservação da massa muscular.
  3. O uso de medicamentos como Ozempic tem efeitos colaterais?
    • Sim, reações adversas podem ocorrer, e a prescrição é específica para casos com IMC superior a 30 ou enfermidades decorrentes do sobrepeso.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *